Como Montar Uma Empresa de Móveis

O mercado de produção de mobiliário é um dos mais antigos da civilização humana, desde os primórdios da existência social do homem, que é necessário ter um lugar para dormir, para fazer as refeições, para colocar objetos.

Na Idade Média, as peças eram fabricadas manualmente, o que poderia levar bastante tempo devido à precariedade das ferramentas e dureza das madeiras nobres que eram utilizadas então. Os museus só podem mostrar os móveis de muitas centenas de anos atrás, devido a alta qualidade da matéria prima.

Com o passar do tempo, e a Revolução Industrial, a indústria moveleira se desenvolveu e hoje, temos inúmeras fábricas de móveis dos mais diversos tipos e que atendem aos gostos mais exigentes.

mercado moveleiro

A primeira coisa que ronda a cabeça dos empreendedores, é referente ao capital inicial para montar uma empresa, ou abrir um comércio. O trabalho com móveis geralmente vem de herança familiar, e ainda hoje algumas empresas trabalham com a produção artesanal elevando o preço das peças a valores astronômicos.

Em contrapartida, existem grandes redes de lojas que trabalham com produtos feitos com material de baixa qualidade, o que resulta em móveis bonitos, mas que possuem vida curta. Esse tipo de produto atende bem as camadas da população das classes C e D.

E, no meio desses extremos encontramos diversas lojas que possuem fabricação própria ou que revendem peças de qualidade média, mas que possuem muitas facilidades para o pagamento.

 Dicas para abrir uma loja de móveis

Se você deseja entrar para o ramo de móveis, é importante conhecer alguns passos básicos para não meter os pés pelas mãos. Veja movimentos iniciais para conseguir abrir sua loja de móveis.

Defina seu produto: O mercado de móveis é extenso, existem vários nichos específicos como dormitórios, sala de estar, cozinhas, infantis, e por aí vai. A maioria das lojas trabalha com todos os tipos, porém ter um tipo específico pode ser mais prático para trabalhar. Ter uma loja só de cadeiras, ou só de sofás pode torna-lo uma referência no ramo.

Investimento e documentação: Considere o número de peças iniciais para estoque, ou trabalhe apenas com pedidos (o que ajuda a minimizar o tamanho do investimento necessário, já que poderá trabalhar com um adiantamento do pagamento), estude a legislação local para ter a documentação completa, evite qualquer tipo de infração para não perder seu comércio.

Encontre o local: Dependendo do público, determinados locais podem ser muito bons para uma loja de móveis, ou muito ruins. Ter uma loja em um lugar onde existem outras do mesmo ramo, pode ser uma boa pedida, já que o público está acostumado a encontrar todo o tipo de oferta em um só lugar.

Diversifique: Considere colocar produtos complementares para agregar valor ao seu produto, a maioria das lojas de móveis também oferece objetos decorativos e diversifique e oferecer móveis tradicionais, e feitos com materiais reciclados como os móveis de paletes,  procure por empresas que trabalham com consignação para não ter que investir em produtos que não tenham saída.

Divulgue: Use a internet a favor do seu negócio, divulgue sua loja nas redes sociais através de anúncios, tenha uma página (blog ou site) com um catálogo virtual e considere fazer vendas online para aumentar o faturamento.


5 Dicas Para se Qualificar em Eletricista Autônomo Com Baixo Investimento


Vídeo mostra a importância do eletricista no dia a dia!

O ramo de prestação de serviços é muito indicado para quem possui conhecimento em determinados nichos de mercado. O serviço de reparos elétricos para casas e prédios comerciais, é um dos tipos de trabalho que nunca deixam de ter clientes.

A demanda para profissionais qualificados que possuam conhecimentos para arrumar fiação interna, colocar tomadas e interruptores, detectar possíveis problemas futuros, é muito grande, já que com o tempo a rede elétrica dos estabelecimentos costuma se deteriorar.

Uma residência comum, costuma ter pelo menos, 6 cômodos e em todos eles existem pontos de luz e tomadas, sem falar em toaletes e cozinhas que costumam ter sistema de água aquecida em chuveiros e torneiras.

Isso torna-se um bom motivo para estudar, e se qualificar para trabalhar, como eletricista autônomo, um prestador de serviços essencial para residências e pequenos comércios. Para trabalhar em edifícios comerciais é preciso estudar matérias diferentes.

Em tempos de crise econômica, muitas pessoas perdem seus empregos e ficam sem ter como ganhar seu sustento, ter uma qualificação profissional ajuda a criar uma maneira alternativa para não passar necessidades básicas.

Às vezes um hobbie, ou ocupação secundária pode se tornar o principal meio de sustento de uma pessoa. Por isso, nunca é demais ter alguma qualificação e principalmente a mente aberta e pronta para perceber o momento de alçar um vôo maior.

Como ser um bom profissional eletricista sem gastar muito

Uma das perguntas que muitas pessoas, que desejam ser eletricistas fazem, é se o custo para ser um eletricista autônomo é muito alto. Às vezes querem começar um empreendimento, mas lhes falta o capital para iniciar. Veja abaixo 5 passos que precisam ser dados para se tornar um bom profissional do ramo.

1 – Formação profissional

A formação básica para um eletricista é ter ensino médio completo (antigo colegial) e fazer um treinamento de maquinas e comandos elétricos em instituições que ofereçam a formação técnica (o SENAI – Serviço Nacional da Indústria) possui o curso de eletricista técnico. O aluno aprenderá matérias relativas a instalações elétricas com foco na construção civil. Além das disciplinas normais do curso, é preciso ter conhecimento de Normas para instalações constantes da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

2 – Pegando prática

A melhor maneira de pegar prática, é trabalhando em uma empresa ou sendo aprendiz de um eletricista experiente. Considere esse período como se fosse um estágio em campo, e aproveite para assimilar tudo que puder, até ter segurança para trabalhar sozinho.

3 – Ferramentas

Um ponto importante é o investimento nas ferramentas comuns para realização do trabalho. Alicates, chaves de fenda, voltímetros e outros aparelhos devem estar sempre à mão na hora de um atendimento. Fique de olho no mercado para conhecer as novidades do ramo e poder oferecer sempre o melhor para seus clientes.

4 – Especialização

Um bom profissional nunca deixa de estudar, e pensar em se especializar em algum campo da elétrica pode ser uma boa maneira de oferecer um diferencial e conseguir mais clientes.

5 – Abrindo seu próprio negócio

Depois de pegar prática, pode ser o momento de trabalhar sozinho, procure adquirir seu CNPJ para poder emitir Nota Fiscal. No começo ter um registro como MEI – Microempreendedor Individual, pode ser uma boa maneira de começar com tudo em ordem.


Como Gerenciar Uma Banca no Trader Esportivo

Uma forma de empreendimento bastante promissor, que surgiu nos últimos tempos, é o trader esportivo, que como o próprio nome diz é um “mercador (trader = mercador ou trocador) que trabalha com o ramo de esportes.

Trocando em miúdos, é uma pessoa que aposta dinheiro no andamento de jogos de futebol, principalmente, e quando seus palpites surgem corretos, o mercado “paga” um valor referente ao dinheiro investido e à operação que foi feita.

gestao de banca

É mais ou menos, como comprar ações da bolsa de valores, com a diferença que aqui cada investimento feito vale apenas durante a partida que está sendo apostada, e quando compramos ação de uma empresa, somos possuidores do título e ganhamos dinheiro conforme essas ações ficam mais valorizadas.

Para começar a mexer com esse tipo de investimento saiba mais aqui sobre o assunto, é preciso registrar uma conta na Befair (uma das principais bolsas esportivas), constituir sua “banca de negócio” fazendo um depósito inicial, e só então escolher partidas de futebol para apostar.

O segredo do sucesso, nesse tipo de negócio, é saber gerenciar o dinheiro da banca para não correr o risco de perder o que tem e ainda ficar devendo. A maioria dos empreendedores que não obtém sucesso nesse ramo, sentiu dificuldade em gerenciar sua banca corretamente.

5 Dicas Para Não Quebrar Sua Banca de Trading Esportivo

trader esportivo banca

Como em todo empreendimento, existem movimentos mais seguros e cautela e canja de galinha não faz mal à ninguém, principalmente quando quantias de dinheiro estão em jogo. Veja 5 dicas principais para não sair perdendo nesse ramo.

1 – Não aposte todo seu dinheiro

Parece um conselho banal, porém muitas pessoas querem ter lucro rápido e envolvem grandes quantias de uma vez só. Faça o depósito na banca e use uma pequena parte dele, vá apostando aos poucos para pegar prática assim, começará a ter lucros pequenos, porém seguros.

2 – Controle as emoções

O maior erro de um trading esportivo é apostar em jogos onde seu time predileto está competindo. Não faça isso em hipótese nenhuma, prefira apostar em campeonatos internacionais ou jogos que não tenham relevância emocional. Os erros vindos de um estado de emoção alterada, podem ser muito prejudiciais.

3 – Saiba o momento de parar

Se houve muitas perdas em um mesmo dia, a melhor coisa a fazer é parar de apostar e dar uns dois ou três dias de descanso, para analisar o que deu errado consultando suas anotações e planilhas, e poder criar uma nova estratégia. Não queira recuperar tudo que perdeu no mesmo dia, isso é um erro que muitos traders novatos cometem.

4 – Seja responsável

Quando ganhar ou perder, tenha em mente que o que levou a um ou outro resultado, foram apenas suas ações e escolhas. Dessa maneira, não existem fatores externos que influenciem os ganhos ou perdas. Ter consciência, que o único responsável é você, cria uma dimensão mais completa do empreendimento.

5 – Deixe dinheiro reservado

Se você possui uma quantia considerável para trabalhar com o trade esportivo, é aconselhável que deposite em sua banca apenas uma parte desse valor, principalmente se estiver começando nesse negócio. A idéia é não deixar o dinheiro com fácil acesso para o caso de ter muitas perdas por inexperiência.


O que você deve saber antes de montar uma serigrafia

montando-uma-serigrafiaSerigrafia tem relacionamento com fabricação de brindes  e pode ser considerado um ótimo negócio e um bom investimento. Hoje em dia as empresas estão apostando alto na estampagem  de sua logomarca em brindes. É usada em campanhas de marketing , em festas empresariais, e para presentear as pessoas. Isto significa que abrir uma serigrafia é uma ótima oportunidade de negócio.

A serigrafia conhecida também como silkscreen  é uma técnica muito utilizada basicamente para transferir uma imagem para um objeto de uma superfície preparada, para outra superfície lisa, este é um trabalho personalizada, fazendo com que seja único cada imagens.

É a técnica mais barata que existe e mais antiga do mercado, sendo uma forma muito econômica para a estampagem de brindes, dessa forma a grande maioria das empresas optam por serigrafia em vez de impressão a laser que sai bem mais caro.

Para você abrir uma Serigrafia ou qualquer outro negócio a forma mais correta é começar pelo plano negócio, para descobrir os pontos fortes e fracos. Uma boa pesquisa de mercado é fundamental antes de colocar a mão na massa, é por meio deste que você vai ficar sabendo sobre a concorrência, melhor local para abrir, qual o melhor publico alvo  da região. Seguindo esses simples passos você pode poupar um bom tempo e pode evitar  dor de cabeça no futuro. Com o plano de negócios em mãos fica mais fácil para pedir um empréstimo ao banco se necessário, as instituições financeiras lhe darão mais credito por este motivo.

A seguir veja alguma dicas importantes para abrir uma serigrafia

Como se comportam os clientes de uma serigrafia?

Em toda serigrafia é necessário saber quem é o seu cliente, pois o publico pode ser bem diversificado, pessoas que querem produtos personalizados para presente, pequenos comércios, atender a empresas de grande porte, fornecedores de brindes com logomarcas, eventos, festas, escolas, universidades etc., os períodos sazonais são bem aquecido como final de ano quando tem amigo secreto, natal, outras datas comemorativas.

Ponto chave a Localização

A localização é fundamental, não adianta querer abrir em bairros porque se você procura por empresas a instalação deve estar perto, em ponto comercial para que as encomendas comecem de forma natural, não importa se atente por telefone ou online. Você deve alugar um local perto de gráficas de banners, panfletos um local de bastante movimento.

Como de ser a estrutura do empreendimento?

serigrafia

Basicamente você precisa alugar um local de 35 m², ao menos que você comece com vários funcionários ai precisa ser um salão comercial de 50 m² mas isto se a produção for muito grande. Você vai precisar de uma recepção, sala sem umidade para armazenar as matérias primas e materiais, espaço para produção e banheiro. Um mostruário disponível na recepção é bem chamativo.

A sala de produção precisa ser escura e não pode ter úmida pois vai mexer com tintas é preciso ter cuidado para não danificar o material. Se encontrar uma casa para alugar é uma boa opção pois não precisa gastar com divisões. Alguns empreendedores montam a
Serigrafia em sua própria casa, mas não é recomendado uma vez que precisa saber  qual o ponto ideal.

Você vai precisar de maquinários para a serigrafia, com esticadores e secadores, isso não é caro, pois são bem básicos, por isso  o negócio é considerado um investimento de baixo custo, eu já disse acima que o processo serigráfico consiste em transferir imagens para objetos, como camisetas, canetas, canecas, bonés, etc.

Uma maquina de serigrafia basicamente é feito com uma moldura e tecido próprio, tratado com química para gravação de imagens, que logo será colocada tintas sobre ela para transferir para objeto.

Qual o investimento Inicial?

O investimento inicial é de 9 mil reais, para começar com uma empresa pequena, mas se for começar com mais maquinas e muito funcionários, obviamente o que o investimento inicial vai subir, isso tudo depende do plano de negócios.

Quais os documentos que você vai precisar para iniciar?

Obviamente que você ira precisar dos dados mais importantes para dar entrada na abertura da empresa e legalizar o CNPJ.

Registre a empresa na junta comercial e na receita federal, licença da prefeitura e autorização e vistoria dos bombeiros. Se você não quiser economizar vai ter que pagar para um profissional para passar por essa burocracia. Eu prefiro economizar e ir atrás desse processo, pois no inicio cada centavo conta.

Para agilizar as compras com os fornecedores providencie um cartão de credito, isso facilitara as  negociações e permite ter descontos nos insumos e matéria prima.

Quanto aos funcionários?

Os fregueses geralmente são de empresas de grande porte, como lojas de atacado, empresas de brindes, empresas de varejo, desta maneira tenha certeza que vá suprir a demanda, pois atrasos nesta hora pode custar caro n o futuro e o cliente nunca mais voltar. Se a demanda for muito alta o mínimo de funcionários é 5, no administração 2 pessoas já consegue tomar conta.

É preciso contar com um suporte de empresa do produto finalizado, pode ser própria ou terceirizada, isso vai de cada empreendedor.

Marketing

Aproveitando que você vai fazer estampas então imprima no cantinho sua marca, faça cartões, panfletos, anúncios em rádios e uma boa fachada é o suficiente.

Agora você já deve estar preparado para abrir o seu próprio empreendimento. Qualquer duvida envie um e-mail para nós que teremos o maior prazer em ajudar.


Como trabalhar com a bolsa esportiva e ser um empreendedor de sucesso

leasesave-empreendedorismo

Você gosta de esporte especialmente futebol, gosta de assistir àquelas partidas toda a semana? Que tal unir o útil ao agradável e se tornar um trader esportivo profissional? Um empreendedor de sucesso no seguimento de investimento desportivo. Se você gosta melhor ainda, se não gosta aprenda a gostar e terá muita satisfação profissional.
Agora vamos explanar um pouco sobre o trader esportivo, para que você entenda como funciona esta profissão.
O trading esportivo são operações de compra e venda na bolsa esportiva, ou seja, são investimentos feitos durante uma partida de algum esporte escolhido por você, o futebol é o mais tradicional, porem pode-se investir em vários esportes, como tênis, vôlei, basquete, etc.
Portanto é um negócio sério, se quer ter resultados de verdade e não ficar perdendo dinheiro encare como um negócio, uma empresa que você vai tomar conta, não adianta sair investindo de qualquer maneira pesando que é esporte então vai ser fácil, como disse aqui não existe um solução mágica que você vai ganhar dinheiro do dia pra noite.
Para começar com investimentos é necessário estratégias, técnicas e estudar as os times antes de qualquer decisão, para se ter uma visão bem ampla do que você deve fazer acesso o artigo futebol milionário aqui eles dão algumas dicas para você que é amador começar da maneira correta sem perder dinheiro e ficar quebrando a cabeça ou mesmo tentando inventar a roda.
Para simplificar mais o que é um trader esportivo, você escolher um jogo, escolher um momento do jogo para fazer uma previsão do que pode ocorrer, durante a partida você pode fazer vários investimentos. Veja que isso não é aposta que você precisa dar um palpite. No trader investe o dinheiro usando estratégias técnicas e estudo do time aumentando a probabilidade de ganho, você pode tirar os investimentos quando quiser. Resumidamente este negócio é muito parecido com a bolsa de valores tradicional dos grande pregões que vende ações empresariais.

Como se tornar um trader de sucesso e profissional?

Trabalhar com o que mais gosta é o sonho de qualquer pessoa, ganhar dinheiro recorrente e não depender de patrão ou chefe, desta maneira você pode trabalhar de onde quiser só com internet e um computador .
1. A primeira regra é ter uma mentalidade empreendedora pois vai ser trabalhoso no inicio.
2. A segunda regra é conhecer o mercado, as casa de apostas, onde você faz os seus investimentos. Assumir as responsabilidades por que vai ter riscos calculados, e não pode se levar pela emoção e sim pela razão;

3. A terceira coisa é seguir um plano de ação para não perder todo seu dinheiro de cara, então planeje bem, tenha em mente e invista um pequeno percentual por partida e no decorrer do aprendizado vai aumentando aos poucos até ganhar experiência.
4. Quarta regra é seguir as técnicas certas, pois se não o fizer estará dando murro na ponta de faca, então é melhor seguir um mentor e se tornar um profissional de trader esportivo de verdade, sem balelas.

Agora você tem um guia para seguir de forma inteligente e trabalhar com o seu próprio negócio, mas atenção se você trabalha com outro emprego não saia antes de ter resultados e uma renda recorrente, essa é uma dica extra dessa forma você garante um bom desenvolvimento e sua renda antes de largar seu trabalho atual.